quinta-feira, 30 de abril de 2009

Mulheres que traem


A traição passou a fazer parte do COTIDIANO
de algumas mulheres,
mas agora,
são elas que maS

As mulheres estão mudando.

Segundo uma pesquisa realizada por um professor convidado do Curso de Especialização em Sexualidade Humana da Universidade de Campinas,

as mulheres estão traindo mais e sem culpa!

Atualmente, a infidelidade é aceita nas novelas,

sendo discutida na sociedade e pelos casais.

Mesmo assim, muita gente pensa que é

apenas da cultura do homem trair, para essas pessoas,

a mulher é mais segura no relacionamento e trai

porque deixou de amar o parceiro e está apaixonada por outro.

Nem sempre é assim.

Foi-se o tempo em que muitas só procuravam outro

relacionamento quando não se sentiam bem em casa.

Agora elas traem porque desejam viver emoções que fazem

parte da fase do namoro e não da vida de casada.


A funcionária pública Fernanda é um exemplo. Casada, no auge da beleza dos 30 e poucos anos, mãe de três filhos, ela diz não ter nenhuma dúvida de que ama o marido, mas não resistiu à tentação de pular a cerca. E não foi uma, ou duas vezes, foram muitas. "Não consigo resistir a uma cantada. Conduzo a situação com muita habilidade. Gosto de sexo, mas também desse jogo de sedução. Por isso, deixo o parceiro pensar que está conduzindo tudo, mas no fundo sou eu quem mando na situação".

Para muitos, a postura de Fernanda se encaixaria perfeitamente ao rótulo "devoradora de homens",

afinal não é toda mulher casada que está disposta a ir até as últimas conseqüências.

Mas, engana-se quem pensa que trair por diversão

não tira o sono de Fernanda.

Por incrível que pareça "essa devoradora de homens"

sente remorso cada vez que trai.

Para aliviar o sentimento de culpa,

Fernanda volta para casa e cobre o marido de carinho.

É até capaz de promover sexo ardente,

deixando-o ainda mais apaixonado.

E no meio aos lençóis e corpos suados,

Fernanda chega a prometer em pensamentos que vai resistir

ao pecado da carne.

Mas cada vez que cruza outro homem interessante,

acaba quebrando a promessa.

Será mesmo a carne fraca?


A médica Márcia de 27 anos,

que manteve um relacionamento paralelo durante seis meses

quando ainda estava casada,
aposta que sim.

"Se pintar tesão não hesito em sair.

Mesmo se eu estiver namorando,

não vou deixar de sentir prazer.

Acho que sexo e amor são coisas diferentes.

Sexo e amor são coisas bem diferentes.

Meu primeiro compromisso é ser feliz".

Para a promotora de eventos Liliana Cardoso, 32 anos,

amante pode significar uma nova alternativa,

dentro da relação.

"Das vezes que transei com outro,

minha paixão só aumentou pela pessoa com quem eu estava

me relacionando,

porque eu voltava com a certeza de que ela era melhor",

comenta.

O mesmo aconteceu com a representante comercial Jacira,

de 34 anos.

"Meu marido viajava muito e depois do segundo filho,

tive depressão.

Comecei uma terapia com um médico 18 anos mais velho do

que eu.

Quando dei por mim, eu estava tendo um caso.

Mesmo assim, não me senti culpada, porque desejei viver

aquela emoção.

Era como nos velhos tempos do namoro".

Jacira conta ainda que apesar de curtir o amante,

nunca pensou em deixar o marido.

"Não queria por causa dos filhos,

da casa, do companheirismo de meu marido,

e também por amá-lo".

Para Jacira, a traição não atrapalhou, até ajudou a relação.

"Melhorou minha auto-estima.

Descobri que posso ser maravilhosa,

mesmo estando com uns quilinhos a mais.

Voltei a trabalhar e a viver!".


A gaúcha Sônia, 29 anos, nunca foi casada,

mas viveu um relacionamento longo e duradouro na

época da faculdade.

Em 1996, começou a trabalhar numa empresa de marketing.

Lá, homens interessantes a mimavam.

"Eles me davam a maior atenção,

sobravam cantadas e bombons".

Apesar do cortejo, Sônia mantinha-se fiel ao namorado.

"Tinha planos de casar", relembra.

Mas essa postura de garota comportada caiu por terra

numa viagem a trabalho.

"Ele era mais velho, bonito e viúvo.

Sabia dizer a coisa certa, na hora certa.

Me seduziu de tal forma, que quando dei por mim,

já estava na cama dele".

De volta ao Rio, Sônia bem que tentou acabar com o caso.

"Eu gostava de meu namorado, mas não resistia ao charme

daquele homem.

A cada encontro jurava que seria a última vez, mas não era.

Acho que ninguém é fiel",

diz, lembrando que a única forma de aliviar a dor na

consciência foi contar tudo ao namorado.

"O resto da história já dá para imaginar.

Acabei ficando sozinha.

Mas nem por isso me arrependo.

Nada é para sempre mesmo!".

Mas há quem acredite que as mulheres agora aprontam tudo o que os homens faziam, porque estão confundindo liberdade sexual com libertinagem. É o que afirma o sexólogo carioca Charles Rojtemberg. Para ele, há um conceito de que liberdade sexual é sair com quantas pessoas quiser e transar quantas vezes sentir vontade. "Liberdade sexual não é fazer sexo o tempo todo, mas ter liberdade de escolher o parceiro e saber dizer não", observa. Charles afirma que, muitas vezes, o homem casado dá suas escapadinhas para não ser visto como quadrado. "Igual a questão da virgindade. Muitas meninas transam só para não serem mais virgens e assim se igualarem ao grupo", conclui o sexólogo.


Triangulação ou traição?


A pesquisa realizada por Joaquim Motta, professor convidado do Curso de Especialização em Sexualidade Humana da Universidade de Campinas, concluiu que, de uma maneira geral, tanto o homem quanto a mulher mentem muito a respeito de fidelidade. Mesmo assim, o professor resolveu fazer um estudo mais detalhado sobre o tema, para saber quem trai mais. Das 240 entrevistas realizadas em seu consultório, Motta constatou que o homem ainda trai mais que a mulher numa proporção de 65% contra 45%. Até aí, nenhuma novidade. Mas segundo Motta, comparando os números do Relatório Kinsey, estudo publicado nos Estados Unidos nas décadas de 40 e 50, com novas pesquisas americanas, percebe-se que o número de mulheres infiéis quase dobrou. O professor acredita que essa tendência da mulher se tornar cada vez mais infiel também esteja ocorrendo por aqui. E isso, diz ele, se deve à liberação sexual e à equiparação das conquistas femininas às masculinas.

Em seu site, Motta conta a história de uma rainha, cuja idéia

principal da traição é a triangulação.

Para ele, se não triangula,

é uma experiência individual, não a três,

portanto não há o "traído".


Como exemplo, Motta explica que se uma pessoa namora ou é

casada e transa com um cabeludo porque seu companheiro está

ficando careca, não diz nada para ele e, inclusive passa a não


tolerar mais a falta de cabelo, é uma senhora traição.


Mas se por outro lado, continua Motta, se essa mesma pessoa


fala sobre o assunto com o parceiro,

cuida do cabelo dele, pede que ele faça um implante,

enfim, resolve o problema e transa com outro porque teve


atração, não porque faltava algo no seu homem, não é traição


no sentido psicológico, mesmo que moralmente seja.

A partir daí, o professor montou um questionário, onde 330 mulheres participaram. Deste total, 170 assumiram que já traíram e 160 disseram que não. Já dos 330 homens, 240 responderam que sim e 90 que não. Aproximadamente 73% das mulheres não acharam traição e 51,5% dos homens acharam traição.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

romantismo


Para estante, mesa ou criado-mudo.


O porta-retratos em maderia recortada dá o clima ao lado da miniatura da cadeira de balanço.

castiçais


Para decorar ambientes nos mais diversos estilos.
Dois castiçais em alumínio fundido acompanham um conjunto de quatro velas.

para alguem que vier a me amar

PARA ALGUÉM QUE VIER A ME AMAR!!!


Se algum dia eu disser TE AMO...

Só de amor...

Sem idéias palavras...

Vou fazer que te amo...


Só de amor...

Emoções e sentidos...

Quero curtir te amo...

Só de amor...

Olho no olho...

Corpo a corpo...


Só de amor..

.Quero ser sua amada...


Sem jamais ser desprezada...

Só de amor..

.Quero ser sua namorada...


Só de amor...

Quero suas verdades...

Só de amor...

Quero ser enfeitiçada...

Só de amor vamos ser namorados...


Você se arrisca???

terça-feira, 28 de abril de 2009

Sapos, rãs e pererecas


Sapos, rãs e pererecas
Os anuros são um grupo de anfíbios que não possuem cauda e possuem estrutura de esqueleto adaptada para locomoção aos saltos.
A diversidade de anuros é enorme e este grupo está presente em todos os continentes,
com exceção da Antática.
existem anuros adaptados à vida aquática,
terrestre, arborícola e fossorial.
Todos são carnívoros, alimentando-se de invertebrados,
outros anuros e pequenos mamíferos.
Em geral utilizam a visão para a detecção da presa,
é importante que haja movimento.
Esses animais possuem uma grande variedade de estratégias reprodutivas,
que vão desde o desenvolvimento direto dos girinos,
ninhos de espuma individuais e coletivos,
ninhos em folhas, em bromélias, em bacias de barro à desova direta na água.
A parte mais fascinante da reprodução dos anuros é entretanto
a vocalização do macho para atrair a fêmea.
Cada espécie produz um som diferente originando grande variedade de sons emitidos.
São capazes de emitir também sons de agonia e de defesa de território.
Os anuros são popularmente conhecidos como sapos, rãs e pererecas,
constituindo o grupo de anuros com o qual entramos mais em contato.

cobra com pernas!!!!!!!










Cobra-de-pernas-tridáctila









Hoje foi a primeira vez k tirei fotos a uma cobra-de-pernas-tridáctila (também conhecida como fura-pastos).








O seu nome científico é Chalcides striatus.








Apesar do seu nome ser cobra-de-pernas-tridáctila, este réptil não é uma cobra! É um pequeno lagarto!Este tem umas patas muito pequenas e tem apenas 3 dedos em cada pata (daí o nome "tridáctila").








Tem também um corpo muito alongado e no geral o corpo é semelhante ao de uma cobra....








E movimentam-se muito rapidamente, sem fazer uso das patas,








tal como uma cobra.








Este animal parece mostrar a evolução do lagartos para as serpentes!








As patas anteriores são muito pequenas








(também dá pra ver o ouvido, logo, não pode ser uma cobra, pois as cobras não têm ouvidos!):

ufologia-1

Luzes assustam moradores da redondeza de Chicago




Estava chegando em casa de apanhar minha filha em Evanston. Só que antes de tirar o carro da garagem, minha filha de 11 anos gritou no assento de trás... "Olha papai! Um OVNI"!

Ela estava fora do carro. Pensei talvez ela estivesse apenas brincando. Saí de meu carro para abrir a porta da garagem como meu controle remoto e a porta não abria. Então olhei para o céu, ligeiramente para o norte e observei na direção do norte quatro luzes se movendo juntas.

Elas pareciam estar a 2.000 metros de altura, e pareciam ter o tamanho de um avião. O céu nesta noite estava muito claro e tinha uma posição privilegiada das luzes. Elas estavam em voando em grupo e linearmente, na direção de Órion e havia uma quarta luz posicionada na dianteira

Chamei um amigo e meu filho para saírem de casa e ver o que estava observando. Pude ainda notar duas outras luzes que arrastavam as outras quatro, mas se voavam de uma forma irregular, como se estivessem fazendo uma elipse no céu. Tanto meu amigo como meu filho observaram também as luzes que se moviam pelo céu e as outras duas luzes que as acompanhavam um pouco afastadas.

Com certeza não eram aviões ou jatos. Não ouvimos nenhum tipo de som ou ruído. As luzes eram brancas e firmes.Depois de cinco minutos ou talvez ligeiramente menos, as luzes ficaram tão pequenas que nós não a conseguimos mais localizá-las visualmente.

Minha filha chegou a pensar que as luzes eram parte de uma única unidade, mas apesar das luzes parecerem que tinham sumido, elas continuaram girando.Já observei muitos satélites à noite. Tenho certeza que não eram satélites...

As luzes estavam se movimentando como se fossem um arco linear preciso. Não eram jatos comerciais. Porém, estou confiante que elas foram captadas na torre de radar de Chicago que controla o espaço aéreo.

Foi no dia 27 de abril de 2009,

quando um grupo de pessoas, sendo sete no total, viram três esferas pairando nos céus de Wilmington, na Califórnia nos EUA.Neste dia o tempo estava bom e o céu claro.O avistamento durou 20 minutos e as esferas flutuavam a cerca de quatro mil metros de altura. Duas delas se moveram para o Sul e uma inesperadamente se moveu para o Norte com uma velocidade enorme e inexplicável.


[b]Lembrei de você!
Gifs - Flash - Fotos e Videos Para seu Orkut
Gifs, Flash e vídeos para seu Orkut = www.animaorkut.net

[b]Lembrei de você!



src=
http://i264.photobucket.com/albums/ii176/animaorkut/amor/508.gif



alt="Gifs - Flash - Fotos e Videos Para seu Orkut" border=



"0" />
http://www.animaorkut.net



target="_blank">Gifs, Flash e vídeos para seu Orkut =

www.animaorkut.net




Lembrei de você!
Gifs - Flash - Fotos e Videos Para seu Orkut
Gifs, Flash e vídeos para seu Orkut = www.animaorkut.net

segunda-feira, 27 de abril de 2009

como saber se ele gosta de mim


“Como Saber Se Ele Gosta Mim...



Como Saber Se Um Homem Gosta Mesmo De Uma Mulher”


Estas são as perguntas que muitas mulheres fazem a si próprias.


E é natural que o façam.


A maioria dos homens que conhecem e com quem se partilham são medíocres.



Enganam-nas,


manipulam-nas,


abusam delas,


usam-nas..


.E elas perdem a confiança nos homens.


Por isso este post é totalmente dedicado a este tópico.



E se és uma mulher e estás a ler isto,


no final deste texto saberás exactamente como descobrir se um homem realmente gosta de ti e


te ama, ou não.


Mas espera lá...


Será mesmo isso que eu vou explicar aqui?



Bem... não.


Pois a primeira coisa que deves saber é que essas não são as perguntas certas


que deves fazer a ti própria.



Partilhares-te com um homem porque ele gosta de ti ou te ama não é a atitude que te vai ajudar.


Tens de ser selectiva.


Tens de te respeitar e aceitar apenas o melhor para ti,


e nunca menos do que isso.


E tens de perceber isto:



a maioria dos homens não são naturalmente atraentes.


A maioria dos homens não têm as qualidades necessárias para


poderem fazer uma mulher sentir-se feliz numa relação a longo prazo.


São inseguros...


têm baixa auto-estima...


são femininos...


e pior, vivem presos dentro da sua cabeça...


escravos do seu ego.


Isto significa duas coisas:


que ou pensam que as mulheres são a solução absoluta para todos os problemas que têm na vida,


pois pensam que vocês vão preencher o vazio que eles sentem


.Ou então simplesmente usam as mulheres para alimentarem o ego,


e para se conseguirem sentir um homem.


Seja como for não sabem apreciar o feminino...


muito menos o compreendem e sabem o que ele realmente quer e precisa.


E se no 1º grupo de homens ainda há alguma compaixão e respeito, no segundo isso não existe


.Por isso o que deves perguntar a ti própria não é se ele gosta de ti ou não,


ou se te ama mesmo ou não...


Pois a maioria dos homens irá sempre,


inicialmente, montar um espectáculo de apreciação da tua pessoa.


Irá sempre demonstrar-se interessado... demonstrar que gosta de ti...


demonstrar que te ama...


para conseguir assim obter algo de ti.


Para assim conseguir obter de ti validação.


Ou seja, o teu interesse.


O teu “Sim”.


O tua companhia... o teu corpo.


Portanto se te perguntares


“Será que ele gosta mesmo de mim?”


irás sempre descobrir que sim.


Pois ou é isso que ele te dirá,


ou é isso que ele irá sempre aparentar.


E muitos homens são peritos a usar este tipo de “truques” para levar as mulheres a fazerem o


que eles querem.


Nota: para saberes quais são as atitudes mais comuns do homem medíocre,


vai à secção Archives e clica em “Como Detectar Um Homem De Qualidade”.


Portanto, da próxima vez que conheceres um homem,


e sempre que estiveres com ele,


a pergunta que deves fazer a ti própria é esta:




“Será que EU gosto dele?”


E para poderes responder a esta pergunta tens de viver com uma atitude selectiva, sempre.


Ao estares com um homem, estas são as perguntas que deves fazer a ti própria:


“Ao estar comigo, ele fala sobre temas negativos, criticando algo ou alguém,


expressando pessimismo e revolta...


ou fala sobre temas positivos,


divertidos e sobre as suas paixões,


interesses e o que lhe dá prazer na vida?”



“Quando está comigo, ele olha para outras mulheres... ou só se concentra em mim como se não existisse mais nada à nossa volta?”



“Ele proíbe-me de fazer coisas (como sair à noite com as minhas amigas, de usar decotes e mini-saia, etc)... ou motiva-me a fazer as coisas que mais adoro fazer?”


“Ele telefona-me (quase) todos os dias a perguntar-me o que estou a fazer, com quem estou ou onde estou... ou telefona-me de vez em quando para falar de coisas divertidas que me fazem rir, ou de coisas interessantes que me deixam curiosa e que me estimulam?”



“Como é que ele fala de outras mulheres e de relações?


De uma forma negativa, meio chateado a criticar...


ou de uma forma positiva e bem disposta,


demonstrando que sabe lidar com as mulheres e com a sua vida amorosa e sexual?”


“Ele não faz o que me diz que vai fazer... ou faz sempre o que me diz que vai fazer,


quando diz que o vai fazer?”


“Ele só se dá com homens... ou sempre teve amigas também?”


“As suas dedicações limitam-se a ver futebol e a sair à noite para apanhar bebedeiras... ou ele tem interesses mais profundos e universais, e com valor, com os quais posso aprender algo útil que me ajude, e sentir-me curiosa, e entretida como mulher?“Ele fala mais naquilo que tem e que sabe fazer... ou sobre aquilo que GOSTA de fazer?”



“As sua expressão facial comum é negativa, meio séria, agressiva, zangada ou meio infeliz... ou é positiva, sempre de sorriso subtil na cara?”


“Ele critica os que têm algo espectacular na vida... ou procura descobrir uma forma íntegra de o ter também?”


“Ele fala muito directamente sobre sexo... ou sabe usar metáforas e é sensual?”


“Como é a sua personalidade? Ele é feminino e só me apetece ser sua amiga... ou é masculino e cria desejo sexual em mim?”



“Ele é imaturo, só faz asneiras, é desonesto, desrespeitoso e demonstra ter baixa auto-estima... ou tem maturidade, vive uma vida de integridade, tem compaixão por todas as pessoas e demonstra ter auto-estima, pois respeita-se e sabe respeitar?”


“Ele é uma seca e aborrecido, pois nem me faz rir nem tem nada de interessante para partilhar comigo, fazendo sempre as mesmas coisas chatas, falando sempre dos mesmos temas aborrecidos e previsíveis, e indo sempre aos mesmos sítios da seca... ou ele faz-me rir, conta-me coisas interessantes que me deixam curiosa, a sua companhia entretem-me e estimula-me, pois ele está sempre em busca de aprender e de saber coisas novas, úteis e interessantes?”“Ele procura estar sempre comigo todos os dias demonstrando não ter vida... ou está comigo quando pode, demonstrando ter uma vida?”



“Ele está sempre à espera que seja eu a decidir e a definir tudo (uma seca não é?)... ou ele toma a iniciativa e diz-me onde vamos e quando vamos, mas ouvindo depois também a minha opinião?”



“Ele vive dependente de mim, ligado a mim para viver como um doente ligado a uma máquina... ou é independente e está a seguir o seu caminho na vida?”



“Com que tipo de pessoas é que ele se dá? Só com amigos de bebedeiras que só fazem disparates, não têm compaixão pelas mulheres manipulando-as, mentindo-lhes e usando-as, e superficiais e desinteressantes... ou com pessoas com maturidade e interessentes, a seguir o seu caminho na vida de uma forma íntegra?”



“Como é a sua vida?


Ele reage mal aos problemas que lhe surgem?


Vive refugiado na sua zona de conforto a evitar desafios e a criticar aqueles que arriscam?


Tem ciúmes e inveja de quem tem sucesso?


Vive preso dentro da sua cabeça sempre a pensar em algo, preocupado?


Ou sempre a pensar no passado e a imaginar o futuro?...


Ou ele sabe lidar com os problemas que lhe aparecem na vida...


desafia-se e vive uma vida de coragem, indo assim alcançando o que deseja ter...


Fica feliz pelos outros que têm sucesso...



e vive consciente concentrado no momento presente, e em mim?


”Lê e relê todas estas perguntas até as assimilares.



Todas elas te devem saltar à cabeça assim que estiveres com um novo homem que não conheces


.Lembra-te que não é saber se ele gosta de ti que te irá permitir perceber se uma relação com ele te deixaria feliz


Assim como saber meros fatos da sua vida, apesar de também ser necessário sabê-los,


como por exemplo saber qual é a sua profissão e onde ele vive,


não te serve de nada em termos de seleção.


São as suas atitudes, comportamentos, reações, forma de pensar, temas de conversa,


actividades, amigos e vida que te vão revelar isso tudo.


Pois são essas coisas que te irão permitir saber a Verdade sobre ele...Saber como é a sua Personalidade...


que é o que irá definir como serão todos os momentos que estiveres com ele.


Não é meramente saber se ele gosta de ti ou não que te irá ajudar...


é saber se ele tem a personalidade e as qualidades que lhe permitirão fazer-te sentir feliz e realizada como mulher.

existe o homem perfeito????


Para as mulheres do século XXI que pensam em casar,


. A maioria das regras já são conhecidas pelas mulheres,


pois quem já não ouviu alguém dizer que os homens gostam de desafios, de conquistas?


, são regras aplicadas pelas mulheres desde o ano de 1917, quando elas eram instruídas a


fazerem jogo duro para conquistar o homem desejado.





De lá para cá muita coisa mudou,



mas a conquista parece seguir um ingrediente ainda do passdo.


Mesmo com todas as conquistas realizadas pelo movimento feminista,


a verdade é que os homens estão muito mais dificíes de se conquistar do que naqueles tempos.


Infelizmente, a mulher mudou,mas o homem não.


E isso é muito fácil de se constatar.


Enquanto para os homens ficar com todas é visto como o garanhão,


o desejável, para as mulheres o efeito é totalmente ao contrário.


Mesmo que muitas mulheres valorizem mais a profissão do que o desejo de casar,


a verdade é que mais cedo ou mais tarde ela vai querer ter um marido e filhos.


pois ele ensina como se comportar nos dias de hoje,


como não dar uma de fácil, pois os homens estão correndo de mulheres fácies


.Uma coisa importante:nunca quebrar nenhuma regra.



Um exemplo:


você conhece um homem,


fica louca por ele


,

mas em hipótese alguma deve transar nos primeiros encontros,


raramente ligar para eles,


nunca tomar a iniciativa de chegar no homem e por aí vai.



Bem,


algumas regras já venho colocando em prática a um bom tempo,


mas vou começar a seguir as outras para ver no que vai dar,afinal,


não tenho nada a perder.

domingo, 26 de abril de 2009

Manual de identificação de um cafajeste


Manual de identificação de um cafajeste



Mas por que raios seria importante você reconhecer um cafajeste?


Ora, se você for um rapaz, mero mortal, poderá se aproximar dele para descobrir seu modo de agir, descolar umas dicas e ainda,

de quebra, pagar uma de “cabuloso” ao lado dele (o famoso “Papagaio de Pirata”)


Por outro lado, se você é uma dama, poderá fugir mais facilmente de suas investidas

(ah sim, claro. Fugir. Sei, sei), sabendo o que lhe reservará o dia seguinte.



1 – Em primeiro lugar, o cafajeste tem um magnetismo natural. Se você chegar perto de uma pessoa e sentir o peso do ar diferente, ou uma inexplicável vontade de permanecer ali, muita atenção!

Esta pessoa é, sem a menor sombra de dúvidas, um cafajeste.




2 – Se você, garota indefesa, passar por um rapaz na rua e seu soutien inexplicavelmente se desabotoar sozinho,

esse rapaz, com tanta certeza quanto a de que a Terra é redonda, era um cafajeste.

Seu soutien estava apenas mandando uma mensagem para você.



3 – Geralmente ele é um cara que acerta na indumentária.

Não está nem vestido exageradamente bem para a ocasião,

nem tampouco mal vestido.

Ele está exatamente na medida.

Você notará que a vestimenta valoriza o seu físico ou esconde perfeitamente a falta dele.



4 – Se você notar um cara conversando com alguém, sempre discretamente, sem gritar ou gesticular feito italiano,

em tom de voz perfeitamente adequado aos ouvidos,

não tem erro:

cafa nele!

Obs.: Se a pessoa conversando com ele for uma moça bonita, note que cada vez mais a conversa vai se aproximando do ouvido, até virarem sussurros.



5 – O cafajeste é aquele cara que, em uma conversa em grupo, sempre descobre tudo de todos

(na verdade, ele quer saber apenas de todas, mas ele precisa disfarçar, perguntando alguma coisa para os caras também),

porém, não deixa que ninguém descubra algo sobre ele.

E você nem notará isso!

Na verdade,

o cafa é tão sutil nesse ponto que essa não é uma boa forma de reconhecimento.



6 – Quando o cafajeste olha para a presa, ele deixa transparecer que se interessou, mas sem exagerar.

Ele não fica “comendo com os olhos”.

Quem faz isso são os tarados e os caras que nunca viram mulher na vida (e preferem ficar assistindo Jornada nas Estrelas).



7 – Os cafajestes são caras engraçados,

pois sabem que o que as minas realmente querem é alguém que as faça rir.

Não os confunda com palhaços ou babacas piadistas.

Eles até são sarrudos,

mas de uma forma sutil e não grosseira.

Têm sempre a tirada certa, para o momento certo.



8 – Você nunca o verá de intimidade

(leia-se amizade colorida) exagerada com uma mulher que ele não está pegando.


Isso porque, em um local onde existam mulheres que o conheçam,

elas provavelmente têm muita raiva dele pelo coitado ter se recusado a proporcionar mais do que uma única noite maravilhosa para elas.

Você dá uma mão e elas querem o braço.


¬¬
9 – Na pista de dança em uma balada, ele não se movimenta de forma espalhafatosa e desordenada.

Cada passo de sua dança tem o fim único de pegar mulher e

é calculado friamente para que este não pague nem de boiola, nem de cafona. Ele tem um jeito cool de dançar!

E não confunda esse cool com a forma carinhosa com que nosso amigo Bruno chama os nerds.



10 – Em locais de costumeira consumação de bebidas alcoólicas, caso ele beba (existem cafajestes lights),

você não o verá NUNCA em “final de carreira”.

O cafajeste tem pleno controle de seus limites,

pois sabe que possui uma reputação a zelar.

Dar papelões ou “capotar” poderá custar o término de sua vida de libertinagem.



11 – Se o cafajeste possui, dentro do recinto, uma quantidade significativa de amigos, você notará que ele SEMPRE é referência para algum deles em algum assunto

(seja em esportes, seja em trabalho, seja em corte e costura ou até mesmo em Jornada nas Estrelas).

E toda vez que ele for citado como tal, pode ser percebida até uma certa emoção no semblante da pessoa que o faz e que o admira.



12 – O cafajeste dificilmente anda em bandos.

Principalmente se for muito grande.

Normalmente, quando não está sozinho,

ele age em dupla ou, no máximo, em trio.

Seus comparsas não precisam necessariamente ser cafajestes também. Em muitas das vezes, um deles, ou até mesmo os dois, são apenas Papagaios de Pirata (ou o cara que é amiguinho das minas que o cafajeste vai pegar).



13 – O cafajeste não é daqueles caras que fica competindo com os amigos para ver quem pega mais minas em uma noite,

pois acredita que cada mulher que ele trace merece a mais profunda atenção.

Se ele pegar mais que uma,

vai ser ao mesmo tempo e elas vão lembrar mais dessa noite do que ele.



14 – Se, em qualquer lugar, (seja na balada, seja na sorveteria, ou até mesmo pela internet) você,

pobre mocinha inocente,

for abordada por um rapaz para qualquer coisinha simples,


como perguntar as horas e,

de repente, isso virar uma conversa longa e envolvente,

você acabou de conhecer um cafajeste e,

sinto informar,

mas você já rodou e vai ser catada em breve

(se é que já não foi)!



15 – Os cafajestes costumam tratar todas as mulheres de forma igual, sem distinção por sua beleza ou qualquer outro aspecto. Afinal de contas, nunca se sabe quando poderão aparecer as épocas de vacas magras ou as quartas-feiras chuvosas.

As únicas mulheres que o cafa trata de forma diferente são as que ele já pegou.

Afinal, quem vive de passado é diretor de filme de época e banda de Hard Rock dos anos 80.



16 – Para o cafajeste, a mulher sempre estará linda,

pois é isso que elas querem ouvir.

Isso vale mesmo que ela esteja com o cabelo pintado de roxo,

um blazer à Didi Mocó amarelo e calças fusô marrons

. Caso você esteja com essa indumentária,

contudo, você só terá acesso a ele em ambientes reservados. Mas estará sempre linda (o que vale é o que a pessoa é por dentro... da blusa).



17 – O cafajeste sempre evita sair em fotos, principalmente perto de outras mulheres.

Não vale a pena permitir que um mero flash estrague sua reputação ou possa servir de identificação posterior para fins de reconhecimento de paternidade.



18 – Se você, mulher indefesa, é apresentada a um moço e,

na hora de cumprimentar, ele põe a mão nas suas costas e puxa você para perto dele,

é cafajeste

e quer que você sinta sua pegada.

Se você foi e gostou, desculpa, mas você rodou de novo.



19 – Cafajestes são sensíveis.

Não por serem frescos, mas por serem malandros mesmo.

Eles sabem que mulheres gostam de caras que percebam tudo que elas estão pensando e sentindo.

É aí que eles encontram o ponto fraco para atacar.



20 – Os cafajestes somem de lugares públicos feito ninjas.

Se alguém, de repente, sem a menor explicação, desaparece de um lugar, pode ter certeza, foi-se um cafa.

Geralmente, quando isso acontece, some uma mulher também... Ou duas... Ou sete.

Isso só depende da genialidade dele.

Porém, nesse caso, você está salva (ou perdeu a grande oportunidade da sua vida).



21 – Por fim, se perguntar o nome de um mancebo e ele responder: Guillermo Gutierrez,

você está diante do maior cafajeste do mundo e um de meus melhores amigos (ou algum paga-pau dele)!

Corra para as colinas!

Sebo nas canelas!

Salve-se quem puder!


E estas foram 21 simples maneiras de se identificar um cafajeste no meio da multidão.

Imprima este pequeno manual e guarde-o em sua bolsa (ou, para os Papagaios de Pirata, em sua carteira).


casas de campo
















moveis modernos













UMA GRAÇINHA!!!!!!!!!


sábado, 25 de abril de 2009

fotos











fotos

sem comentarios...............













fotos

sem comentarios...............













JARDINS JAPONESES













No jardim japonês, surgido nos templos budistas, cada elemento tem seu significado. Originalmente, as flores não são usadas, pois se transformam constantemente. Os principais elementos são:
• o lago e as carpas: água é vida, daí a importâcia do lago. Nele, vivem as carpas, símbolo de fertilidade e prosperidade. A variedade Nishiki-koi, rara, exige água cristalina. Para tanto, podem ser instalados uma bomba e um filtro biológico (do tipo carvão ativado), garantindo a circulação da água;
• a queda d'água: além de oxigenar a água, a cascata significa a continuidade da vida. E como a vida, ela segue um ciclo representado pela intensidade da água. Pode ser controlada por um timer conectado à bomba;
• a lanterna: é um elemento que induz à concentração, ajudando a clarear a mente. Os pontos de luz são estrategicamente distribuídos para não ofuscarem a visão. A lâmpada indicada é de 15 watts;
• as pedras das cascatas: o centro do jardim. A pedra colocada na posição vertical representa a figura do pai, e a da horizontal, a mãe. Dela, brota a água. As outras pedras, simbolizando os descendentes, são distribuídas em torno do lago e entremeadas pela vegetação, composta de azaléias, camélias e bambus, podados para permanecerem sempre iguais;
• o bambu e os adornos: os galhos do bambu são amarrados, direcionando o crescimento para que a planta se curve para o lago, como em reverência. O sino de vento e os macacos de cerâmica, fixados na planta, trazem o som da natureza e a felicidade.


JARDINS JAPONESES













No jardim japonês, surgido nos templos budistas, cada elemento tem seu significado. Originalmente, as flores não são usadas, pois se transformam constantemente. Os principais elementos são:
• o lago e as carpas: água é vida, daí a importâcia do lago. Nele, vivem as carpas, símbolo de fertilidade e prosperidade. A variedade Nishiki-koi, rara, exige água cristalina. Para tanto, podem ser instalados uma bomba e um filtro biológico (do tipo carvão ativado), garantindo a circulação da água;
• a queda d'água: além de oxigenar a água, a cascata significa a continuidade da vida. E como a vida, ela segue um ciclo representado pela intensidade da água. Pode ser controlada por um timer conectado à bomba;
• a lanterna: é um elemento que induz à concentração, ajudando a clarear a mente. Os pontos de luz são estrategicamente distribuídos para não ofuscarem a visão. A lâmpada indicada é de 15 watts;
• as pedras das cascatas: o centro do jardim. A pedra colocada na posição vertical representa a figura do pai, e a da horizontal, a mãe. Dela, brota a água. As outras pedras, simbolizando os descendentes, são distribuídas em torno do lago e entremeadas pela vegetação, composta de azaléias, camélias e bambus, podados para permanecerem sempre iguais;
• o bambu e os adornos: os galhos do bambu são amarrados, direcionando o crescimento para que a planta se curve para o lago, como em reverência. O sino de vento e os macacos de cerâmica, fixados na planta, trazem o som da natureza e a felicidade.